Com qual idade matricular meu filho?

Pais e mães são os mais atentos sobre o momento adequado para a tomada de decisões sobre a vida dos filhos. Eles sabem, por exemplo, que qualquer escolha tem impacto no que no futuro dos seus filhos. Sejam boas ou ruins, haverá um impacto, isso é fato. A decisão sobre qual idade matricular meu filho na escola, e mais – num colégio bilíngue – merece reflexão e uma análise correta. 

Quando falamos de oportunidades no mercado de trabalho e fazer a diferença no mundo, o que vem à sua mente? Estamos falando em capacitar crianças e adolescentes para interagir com outras culturas, falar outros idiomas. Para isso, um colégio bilíngue pode representar  uma ótima opção. Porém, é preciso entender que o ensino de um idioma não é necessariamente bilinguismo. Entende-se por uma escola bilíngue a instituição que não só ensina um idioma, mas ensina em um idioma. Ou seja, quando parte das disciplinas – seja do ensino infantil, fundamental ou médio – são repassadas em outro idioma. Porém, qual a idade ideal para matricular meu filho em um colégio bilíngue e investir nisso?

Como é o aprendizado em um colégio bilíngue

Aprender duas línguas em paralelo, desde o nascimento, pressupõe os mesmos esforços e estímulos por parte da criança. Muito se sabe acerca de filhos com pais de nacionalidades diferentes que aprendem paralelamente idiomas distintos com facilidade, dado a plasticidade do cérebro nos primeiros anos de vida de uma pessoa.

Com qual idade matricular meu filho em colégio bilíngue?

A resposta é: quanto antes, melhor! No que tange o ensino bilíngue, as instituições costumam promover o desenvolvimento da linguagem em suas quatro habilidades básicas: ouvir, falar, ler e escrever. Também é comum utilizar meios lúdicos para estimular o aprendizado, fazendo as crianças envolverem-se de modo mais participativo em eventos como projetos, histórias, teatro, entre outros.

No colégio Everest, utilizamos metodologias ativas no ensino em geral, seja na língua portuguesa, seja na língua inglesa. Isso significa que o aluno é estimulado a assumir seu processo de aprendizagem como protagonista, participando ativamente do itinerário educativo.

Especificamente, as disciplinas ensinadas em inglês utilizam o material didático de segundo idioma, que difere ao aprendizado de um idioma estrangeiro. São materiais americanos, que crianças nativas também utilizam. De modo prático, do mesmo modo que as crianças brasileiras aprendem a falar português, ensinamos elas a falar inglês.

Da educação infantil ao ensino médio, há um intenso processo de imersão na língua inglesa, chegando a corresponder a 80% – em alguns momentos da vida escolar da criança – o percentual de aulas dadas em inglês. Não se trata, apenas, de lecionar uma nova língua, mas todo um ambiente é inserido nela.

Quando o aluno do Colégio Everest chega ao Fundamental II, passa também a ter contato com o espanhol. Eles deixam a instituição, na conclusão dos estudos, certificados com os testes mais relevantes de idiomas: Cambridge (cuja validade não expira) para o inglês e D.E.L.E (Diploma Espanhol de Língua  Estrangeira da Universidade de Salamanca).

Deste modo, existe todo um itinerário pensado para que o aluno – desde cedo! – consiga alcançar bons resultados no que diz respeito ao domínio de idiomas.

Conheça o Colégio Everest

O Colégio Everest faz parte da Rede de Colégios Regnum Christi e propicia o ensino bilíngue desde ensino infantil, com o inglês e, mais adiante torna-se trilíngue com o espanhol. Além disso, a proximidade da família e o desenvolvimento de valores oferecem aos alunos uma proposta de formação integral como a oportunidade de desenvolverem suas habilidades e talentos de modo autêntico e contínuo.

Faça-nos uma visita!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here