colégio católico

Talvez para muitos, colégio católico seja coisa do passado. Colocar o filho numa escola de padres ou de freiras está entre as últimas opções. Mas, e se você soubesse que a educação católica é o berço da formação acadêmica como conhecemos hoje? E que só numa escola católica seu filho estará assegurado – quanto à vivência de valores cristãos –  convivendo em harmonia com a tecnologia e a pesquisa científica?

Uma das principais preocupações da Igreja está em proporcionar uma formação integral da criança e do jovem. Sejam os aspectos psíquicos, espirituais, intelectuais e familiares, a fé católica oferece uma experiência de transformação e evolução, como afirma a Congregação para Educação Católica, no documento de 2007, Educar juntos na escola católica missão partilhada de pessoas consagradas e fiéis leigos: “Ela [escola católica] sabe envolver os jovens numa experiência formativa global, para orientar e acompanhar, à luz da Boa Nova, a busca de sentido que eles vivem, de formas inéditas e muitas vezes ambíguas, mas com uma urgência preocupante.”

A missão dos colégios católicos está intimamente ligada à missão de Cristo: “Eu vim para que todos tenham vida e a tenham em abundância!” (cf. Jo 10,10). Portanto, não se pode considerar uma educação sólida aquela que se preocupa unicamente com questões intelectuais.

Colégios católicos: unidade entre tradição e inovação

Um dos desafios da educação nos tempos atuais é agregar as bases da moral com a inovação em avanço constante. A educação católica, de raiz judaico-cristã tem como alicerce o temor a Deus e a valorização da família. Inúmeros institutos de educação e universidades católicas, administradas por congregações e demais movimentos, buscam incansavelmente fortalecer, através da vivência da espiritualidade, da liturgia e da pastoral, aspectos indispensáveis para os tempos de hoje:

  • A centralidade do Amor a Deus na vida do homem;
  • A lei natural, no qual o homem e a mulher foram criados por Deus para união e o amor;
  • Convivência harmoniosa entre todas as etnias e povos;
  • Respeito à dignidade humana;

Logo, para manter fortalecidos esses e os demais valores cristãos é necessário uma instrução que desenvolva a crítica e o livre-arbítrio, iluminados pela sabedoria do Evangelho. “Do momento em que, hoje mesmo, a escola não é mais o único ambiente de aprendizagem para os jovens e nem o principal, e as comunidades virtuais ganham uma relevância muito significativa, apresenta-se à educação escolar um novo desafio: aquele de ajudar os estudantes a construir os instrumentos críticos indispensáveis para não se deixar dominar pela força dos novos instrumentos de comunicação” (Congregação para Educação Católica. Educar hoje e amanhã, Uma paixão que se renova. Instrumentum laboris, 2014).

A valorização da família como urgência nos tempos de hoje

Não obstante todos os valores abordados pela Educação católica, a valorização da família toma um lugar de destaque. Vivemos tempos em que existe um distanciamento dos pais frente à criação dos filhos – devido a rotina desgastante do homem moderno – além de uma constante crise de identidade no papel do homem e da mulher, que parecem viver o conflito: “quem manda em quem”.

O colégio católico promove a igualdade e a complementaridade dos gêneros, conforme a vontade de Deus. “Ao criar o ser humano, homem e mulher, Deus dá a dignidade de uma maneira igual a ambos” (Catecismo da Igreja Católica,  2393).

Além disso, a educação cristã propõe a integração escola-família como fator determinante para o bom desenvolvimento da formação integral do aluno. “A escola e a universidade são lugares de educação à vida, ao desenvolvimento cultural, à formação profissional, ao empenho pelo bem comum; representam uma ocasião e uma oportunidade para compreender o presente e para imaginar o futuro da sociedade e da humanidade. (…) Escolas e universidades católicas são comunidades educativas nas quais a experiência de aprendizagem se alimenta da integração entre pesquisa, pensamento e vida” (Congregação para Educação Católica. Educar hoje e amanhã, Uma paixão que se renova. Instrumentum laboris, 2014).

A educação católica não só traz consigo a tradição quanto ao ensino, mas consegue fortalecer os valores cristãos de modo pedagógico e sólido.

Você sabia que a escola católica é aberta para outras religiões? Confira aqui

 

1 COMENTÁRIO

  1. DEUS , é calma . É o porta voz da alma , é o porto seguro de quem.não.sabe onde aportar.
    É a voz da sabedoria , que sussurra em nosso ouvido, palavras que parecem não fazer qualquer sentido mas mudam o rumo da vida e nos aponta uma nova direção.
    Estudei interna num colégio Católico -Santa Marcelina .
    Meus filhos (a) estudaram em escolas Católicas Sacré Coeur de Marie e Nossa Sra. Do Sion.
    E agora meu netinho estuda no Colégio Internacional Everest.
    As escolas católicas realmente preparam muito bem nossos filhos para serem profissionais qualificados mas , mais que isto , preparam -os para enfrentar o mundo com segurança , respeito , fé e amor .
    Educação completa.
    Acompanho o dia dia do Gabriel no EVEREST e sinto a segurança que ele carrega dentro de si e a alegria de estar nesta escola.
    Gratidão a todos !

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here